Banner Empresa

Faixa de compressão | Necipa

A faixa de compressão é um dos elementos mais importantes na hora de realizar um exame de urografia. Esse exame consiste na avaliação de todo o sistema urinário, levando em consideração os rins (cálices e pelve), ureteres e bixiga. O principal objetivo de um exame como este é visualizar toda a porção coletora do sistema urinário, para saber sobre a capacidade funcional dos rins.

Se você está buscando pela faixa de compressão para sua clínica ou hospital especializado em exames de imagem, a Necipa tem os equipamentos perfeitos para lhe ajudar! Nós somos considerados referência quando o assunto são soluções para proteção radiológica e diagnósticos por imagem. Por isso, não deixe de contar conosco na hora de adquirir seus materiais!

O que é a faixa de compressão?

A aplicação da faixa de compressão em exames de urografia é um assunto que gera muita discussão entre especialistas da área de radiologia e exames por imagem. Porém, é indiscutível a sua importância: ela é responsável por evidenciar patologias e complicações quase que imperceptíveis neste tipo de exame, surgindo em pequenas frações de segundos para a vista dos médicos. Ou seja, sem a faixa, é muito provável que jamais sejam diagnosticadas.

Faixa de compressão | Necipa

Geralmente, a aplicação da faixa de compressão ocorre logo após ser utilizado o contraste. Depois de ser realizado um exame de radiografia simples, é recomendado que seja aplicado nos pacientes um contraste, por meio do processo venoso puncionado com scalp (buderflay) 19 ou 21. Logo após essa aplicação, está autorizado que o paciente utilize a faixa de compressão. Assim, é possível visualizar o contraste já nos cálices renais.

A cada cinco minutos, os profissionais de radiologia podem realizar uma nova radiografia de 10 e 15 minutos, consecutivamente. Ao contrário do que alguns acreditam, é muito importante respeitar esses períodos de tempo. Isso porque esse tempo, assim como o uso da faixa de compressão, determinam que sejam visualizadas algumas patologias que podem surgir entre um intervalo e outro. Desaparecendo rapidamente, podem não ser vistas caso realizada apenas uma incidência.

Quais são os procedimentos do exame?

Um exame de urografia feito de forma correta deve seguir uma metodologia de aplicação adequada. Por isso, o primeiro passo é realizar uma radiografia simples do abdômen, com o paciente em decúbito dorsal (deitado com a barriga para cima). Dessa forma, é possível fazer uma verificação técnica, sabendo se o posicionamento está conforme o desejado, assim como o preparamento intestinal prévio.

Após esta radiografia simples, é administrado por via endovenosa um contraste iodado (hidrossolúvel), que irá contrastar o sistema urinário. A partir desse momento, realiza-se uma sequência de radiografias. Imediatamente depois da aplicação, realiza-se uma radiografia localizada dos rins. Logo depois da exposição de cinco minutos do contraste, já se deve colocar a faixa de compressão no abdômen do paciente.

Com a faixa de compressão colocada, já é possível fazer uma verificação das lojas renais do paciente, a cada 10 minutos. Com 15 minutos é ideal que a faixa seja retirada, para que imediatamente seja feita uma radiografia panorâmica, compreendendo das lojas renais até a bexiga. Por fim, se pode fazer uma radiografia localizada da bexiga cheia e pós-miccional. Em casos de pacientes hipertensos, devem ser feitas sessões rápidas de exposição logo após a administração do contraste com um, dois e três minutos. O exame não poderá terminar enquanto o contraste não chegar até a bexiga.

Necipa: excelência em faixa de compressão

Com mais de 30 anos de atuação na área de equipamentos radiológicos, a Necipa é a principal escolha de muitos consumidores e investidores. Sua matriz está localizada em São Paulo, porém conta com ramificações em todo o Brasil através de parceiros. Além disso, contamos com equipes especialmente treinadas para dar a você um atendimento especializado, de acordo com suas necessidades.

A faixa de compressão comercializada pela Necipa é confeccionada em lona crua maleável. Está disponível em dois diferentes modelos: a faixa de compressão para urografia de mesa, com estrutura em alumínio adaptável à qualquer mesa de exames. E outra faixa de compressão para pacientes, com fechamento regulável e em velcro. Porém, é importante lembrar que ela é contra indicada em casos que o paciente tenha massa abdominal, cálculos renais e ureterais, transplantes ou esteja pós-operado.

Saiba mais sobre a faixa de compressão da Necipa!

Ficou interessado pela faixa de compressão comercializada pela Necipa? Entre em contato conosco por meio de nosso telefone e solicite agora mesmo o seu orçamento. Nós ficaremos contentes em poder atendê-lo, oferecendo a você a melhor experiência possível em nossa loja. Contamos com uma excelente infraestrutura organizacional, além de profissionais e técnicos altamente capacitados para orientá-lo em todas as suas dúvidas. Aguardamos a sua visita!

Além da faixa de compressão, nós também trabalhamos com outros tipos de equipamentos para radiologia e diagnóstico por imagem que podem lhe interessar:

WhatsApp
WhatsApp